Header Ads

Bruna Marquezine é detonada após ter apoiado Ciro Gomes e rebate: "Isso não tira minha humanidade"

Atriz debateu com seguidores


Passando mais uma etapa das eleições nesse último domingo (7), onde foram para o segundo turno os candidatos à presidência Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, os posicionamentos feitos por famosos, continuaram gerando polêmicas nas redes sociais.


A atriz Bruna Marquezine, apoiadora da campanha "EleNão", contra o candidato do PSL, publicou em suas redes sociais que seu voto seria ao candidato Ciro Gomes, do PDT, ao publicar um Instagram Stories com o número do presidenciável. Entretanto, mais uma vez acabou virando alvo de ataques de eleitores mais exaltados do candidato que liderava as intenções de voto.

Foto: Instagram
Dentre os diversos ataques e acusações a respeito do seu posicionamento, a atriz respondeu um deles, onde uma internauta afirmava que Bruna é privilegiada em diversos aspectos e por conta disso está achando difícil escolher seu candidato, afirmando que as coisas estão difíceis para os trabalhadores e dá seu próprio exemplo. A internauta, que se identifica como médica, segue dizendo que trabalha em quatro locais diferentes para dar o básico aos seus filhos, e que se preocupar com "maxismo" é inadmissível. E finaliza dizendo que se a mãe da atriz estivesse num hospital precário do SUS, precisando de medicamentos, não seria difícil escolher.

Em resposta, a global afirmou que apesar da internauta estar tentando ofendê-la, ela tinha orgulho da seguidora por trabalhar em quatro empregos e sentia muito por essa ser a sua realidade. A atriz também deixou claro que reconhece seus privilégios, porém isso não tira de si a humanidade, e finalizou: "Se quiser, esse continua sendo um espaço para debates saudáveis e trocas de informações. Sem agressões".



Foto: Instagram