Header Ads

Produtos e coisas que você não encontrará nas prateleiras por terem sido um fracasso

De refrigerante azul a lingerie descartável

Produtos inovadores que deram errado
Foto: Reprodução
O mundo atual está repleto de inovações inimagináveis no mercado, no entanto, fazer com que algo inovador caia no gosto do público é difícil. Lançar um novo produto não é uma tarefa fácil, precisa de muita dedicação e ideias, além de ter uma grande pesquisa de campo para saber o que os consumidores estão comprando.

O que acontece, é que muitas vezes, inúmeras empresas respeitadas e que estão até hoje no mercado por sua influência no marketing, não conseguem segurar suas inovações em produtos por muito tempo nas prateleiras.


Quando existe um excesso de inovações, o consumidor tende a tratar os produtos como “normais”, e isso atrapalha a usabilidade, fazendo com que tudo fique saturado. Assim, mesmo que a empresa seja grande, consagrada e respeitada, o resultado se torna um verdadeiro fracasso.

Veja os produtos que fracassaram mesmo sendo "inovadores", a seguir:

#1 TV 3D
Em 2010, muitas pessoas ficaram extasiadas imaginando como seria o lançamento das novas TV's com funcionalidade que iria deixar todos de boca aberta, o 3D. Entretanto, por usar óculos para assistir seus canais dentro de casa, além de poucos canais que transmitiam o formato, a funcionalidade entrou em fracasso, assim várias empresas desistiram de continuar com a ideia.
Foto: Pond5/Reprodução

#2 Mascara de Rejuvenescimento
Em 1999 lançaram essa assustadora máscara que prometia rejuvenescer o rosto, apertando os músculos faciais em conjunto com terapia de choque. Os consumidores disseram que era tão ruim quanto parece ser.
Foto: Imgur/Reprodução

#3 Protetor labial com sabor de Cheetos
Em 2005 alguém decidiu que seria uma boa ideia lançar esse produto, mas como era de se esperar, ninguém iria querer passar muito tempo com o sabor do salgadinho nos lábios.
Foto: Imgur/Reprodução

#4 Pepsi Crystal 
Em 1992 a Pepsi resolveu tentar inserir no mercado um produto de cor cristalina, mas o fracasso foi tanto que morreu no ano seguinte. O próprio David C. Novak, responsável pela introdução do conceito, admitiu que teria dado certo se não tivesse a certeza de que o produto tinha um sabor bom.
Foto: Imgur/Reprodução


#5 Ketchup colorido
Em 2006 a Heinz quis inovar dando cores diferentes aos seus ketchup's, acrescentaram as cores verde, azul e roxo com intuito de chamar a atenção das crianças. Mas ao que tudo indica, não foi muito bem recebido por terem estranhado a ideia, que não durou no mercado.
Foto: Imgur/Reprodução

#6 Twitter Peek
Em 2009 ele foi inventado com um único propósito, que seria receber e enviar mensagens no Twitter. Mas, como era de se esperar, um produto com apenas uma funcionalidade não iria fazer tanto sucesso.
Foto: Imgur/Reprodução
  
#7 Coca-Cola Co 
Em 1985 a empresa decidiu inovar em seu sabor e precisou fazer um investimento de 4 milhões de dólares. Mas após o seu lançamento, os consumidores começaram a detestar o novo sabor. A Coca-Cola precisou retomar a formula original e chamou de Coca-Cola Classic.
Foto: Imgur/Reprodução

#8 Bic para ela
Em 2012 a Bic teve a péssima ideia de fazer canetas destinadas ao gênero feminino. Com o seu lançamento, elas foram ridicularizadas e não conseguiu se manter no mercado.
Foto: Imgur/Reprodução

#9 Energético Cocaine
Iniciado em 2007, o produto não durou nas prateleiras nos EUA justamente por conta do seu nome. Muitos alegaram que estariam vendendo ilegalmente a bebida como uma alternativa da droga. Mas ela ainda continua sendo comercializada em alguns locais da Europa.
Foto: Imgur/Reprodução


#10 Chips sem gordura "Frito-Lay WOW"
Em 1998 introduziram no mercado batatas fritas sem gordura, a notícia animou os consumidores, no primeiro ano renderam 400 milhões de dólares. Mas posteriormente descobriram que eles usavam um substituto para a gordura chamado Olestra que dava efeitos colaterais, como diarreia e cólicas abdominais.
Foto: Imgur/Reprodução

#11 Pepsi Azul
Em 2002 a Pepsi lançou mais um produto que fracassou, ela quis deixar a bebida azul, prometendo gosto de frutas. Mas segundo os consumidores, o gosto era mais parecido com algodão doce e era bastante enjoativo.
Foto: Imgur/Reprodução

#12 Samsung Galaxy Note 7
O produto lançado em 2017 foi um desastre e teve que ser tirado do mercado por apresentar um sério defeito, que fazia com que os aparelhos explodissem. O fracasso custou a empresa retornar mais de 2 milhões de aparelhos vendidos.
Foto: Imgur/Reprodução

#13 Perfume Bic
Em 1989 a empresa quis inovar lançando um produto completamente diferente do que produzia. Contudo, o perfume foi retirado de mercado um ano depois devido a seu fracasso que custou a empresa 11 milhões de dólares.
Foto: Imgur/Reprodução


#14 Segway
Lançado em 2001 com grandes expectativas, o produto chegou ao mercado com um valor muito caro, cerca de 5 mil dólares. Portanto não conseguiu chegar ao público, afinal não viram muita utilidade, mas hoje conseguimos vê-lo sendo usados por alguns seguranças em shoppings, por exemplo.
Foto: Imgur/Reprodução

#15 Marte Precisa de Mães (filme)
O filme produzido em 2011 pela Disney lhes custaram cerca de 150 milhões de dólares em sua produção e outros 50 provavelmente foram usados em marketing para divulgação. Mas o fracasso aconteceu logo na estreia de bilheteria, quando viram que só arrecadaram 6,9 milhões.
Foto: Imgur/Reprodução

#16 Coca-Cola BlāK
 A Coca-Cola Black foi um fracasso no mercado, apesar de promissor, a mistura de Coca-Cola com café parece não ter agradado o público final.
Foto: Imgur/Reprodução

#17 N-GAGE
Um celular e um videogame portátil, tempos atrás, era para ser algo super inovador, e até foi. Entretanto, para atender ligações, era preciso segurar o celular na horizontal, o que deixou o consumidor insatisfeito.
Foto: YouTube/Reprodução


#18 Newton
A Apple lançou um aparelho que parecia um tablet chamado de Newton, ele funcionava como um assistente pessoal. Suas funções eram armazenar contatos, anotações e compromissos. O problema foi o tamanho e o reconhecimento ruim da escrita à mão, que não agradou muito.
Foto: Imgur/Reprodução

#19 Lingerie descartável BIC
Em 1988, a empresa BIC, conhecida por suas canetas, isqueiros e giletes descartáveis, quiseram inovar, criando lingeries descartáveis. Infelizmente, ou melhor, felizmente, o produto durou apenas 1 ano no mercado.
Foto: Imgur/Reprodução

#20 Lasanha Colgate  
Em 1982 a marca resolveu abranger seus produtos para comidas congeladas, mas o que eles não esperavam seria a rejeição do público, pois relacionaram o gosto dos alimentos com o do creme dental. O pior de tudo foi que as vendas dos seus produtos anteriores começaram a cair, por isso não teve continuidade com o projeto.
Foto: Imgur/Reprodução