Header Ads

Pró-Bolsonaro, Regina Duarte faz postagem anti-PT e é contrariada por Patrícia Pillar

Divergência política entre globais


No caminho para o segundo turno, as Eleições 2018 tem dado o que falar entre o meio artístico. Em sua grande maioria os famosos têm se posicionado contra o candidato à presidência, Jair Bolsonaro, mas também há uma parcela deste meio a favor do deputado. Uma das grandes estrelas da TV - e principalmente da Globo – Regina Duarte declarou apoio ao candidato do PSL desde o primeiro turno, contrariando a maioria de seus colegas de profissão e emissora. Mais que a favor de Bolsonaro, Regina é antipetista, e não tem tido o menor receio de demostrar sua posição nas redes sociais, o que tem causado divergências. Como aconteceu em uma postagem recente, onde Patrícia Pillar contrariou a veterana das telinhas.


Um dos monstros sagrado da TV brasileira, Regina Duarte no alto de seus 71 anos, ainda está na ativa, com mais de cinquenta anos de carreira, a atriz não tem medo de se posicionar politicamente. Como fez 16 anos atrás, quando já temia o governo de Lula, Regina afirmou na época em um programa eleitoral do então candidato à presidência, José Serra (PSDB), ter medo que o ex-presidente vencesse a eleição em 2002, alegando um suposto retrocesso na economia brasileira caso o petista fosse eleito.

Regina Duarte em 'Tempo de Amar', seu trabalho mais recente na Globo. (Foto: Gshow)
Desde então, a global faz oposição ao Partido dos Trabalhadores. Em 2015, época em que Dilma já havia sido reeleita, ela foi uma das poucas artistas a irem para às ruas protestarem contra o governo.

Com as Eleições 2018 não podia ser diferente, a atriz demostrou apoio ao candidato Jair Bolsonaro desde o primeiro turno e assim tem se mantido, porém, tem gerando divergências com colegas de profissão, já que a grande maioria aderiram à companha “#EleNão”, contra o presidenciável do PSL.

Em seu perfil no Instagram, Regina tem feito várias postagens contra o PT e a favor de Jair. Nesta quinta-feira (11), a artista publicou uma imagem onde questiona se realmente o Partido dos Trabalhadores sabe governar, já que o salário mínimo atual custa R$ 954 reais e o Auxílio-Reclusão são R$ 1.319,18 reais, que na imagem é chamado de “Bolsa Presidiário”. Mas o que chamou a atenção na publicação foi o comentário de outra atriz e colega de emissora, Patrícia Pillar resolveu comentar a postagem, contrariando Regina.

No comentário postado na publicação de Regina, de antemão Pillar diz não ser petista e questiona se optar por um candidato, que segundo ela, nunca sequer administrou uma rua e prega violência, seria a solução. A atriz prossegue dizendo que a violência já está sendo sentida nas ruas, principalmente entre as minorias, como LGBTQiS+, pretos, pobres, índios etc. Ao finalizar, Patrícia diz que um governo ruim pode ser trocado em quatro anos, mas a destruição do tecido social poderá levar décadas.

No primeiro turno, Patrícia Pillar declarou apoio a Ciro Gomes, no qual já foi casada por 12 anos.


Foto: Instagram